Êxtase: a busca pela sensação natural da vida

Saiba como resgatar a reconexão com o prazer e a alegria em viver a plenitude

Raros são os momentos de êxtase na vida de cada uma de nós. Ainda mais, eu diria, das mulheres que são mães, trabalham fora, cuidam de casa, são esposa, filha, tia, neta, “dinda”, são colegas, chefes, líderes.

Sentir êxtase é ser tomada por sensações intensas de prazer ou de alegria.

Mas na correria do dia a dia, você sabe o que te dá prazer ou o que te traz alegria? Ou até uma pergunta mais densa: você lembra o que é sentir isso?

O que acontece atualmente é que cumprimos nossos papeis sociais tão automaticamente que não sabemos mais quem somos de verdade, do que gostamos ou não. Essa é uma realidade comprovada pelo número de mulheres desconectadas de si, perdidas, não vendo mais sentido nas coisas, ou às vezes, até na vida. E pelo crescente número de mulheres em depressão nos dias atuais, um dos grandes males do mundo contemporâneo de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Então, como fazer para sair desse ciclo vicioso de acordar e ir dormir no automático, vivendo uma vida que não parece ser mais sua? Uma coisa é certa, é preciso recuperar o êxtase. Aqui não tem receita de bolo nem mágica. Cada pessoa tem o seu caminho. Talvez os passos de uma colega ou amiga possam sim ajudar outras em um combinado que torna cada jornada original.

Então, o que te dá imenso prazer? E não vale dizer que “é ver as filhas felizes”, porque isso não depende de você. Você pode até dizer “comer brigadeiro”, mas desejo que a comida seja apenas um item de uma grande lista e não a sua maioria, senão temos um outro problema.

Vamos lá, de novo.

O que te traz a sensação de encantamento?

O que te deixa pasma de tão feliz?

O que te leva para uma vivência de contemplação?

O que você faz que coloca você em um estado de fluxo, no qual você perde a consciência do tempo e do externo e apenas flui?

Se ajude neste momento, faça uma lista do que você for lembrando. Sentir êxtase é uma reação, é estar aberto para sentir-se fora de si, em um transe, com uma mistura de sentimentos, por vezes até contraditórios.

Outras pessoas podem causar esse estímulo, como também outras situações podem originar esse estímulo e aqui está o poder: você mesma pode se colocar nesse estado!

Um dos melhores exemplos de êxtase é o orgasmo, uma sensação de morte e renascimento, o ápice da ausência do tempo e do mundo externo, seguido pela sensação de muita paz. No entanto, para isso, é preciso aceitar-se, é preciso permitir-se. E, principalmente, é preciso permitir-se ter prazer, permitir-se viver o que é bom.

O êxtase em si é tirar-se de sua própria mente.

Então, como você tem se ajudado? Conte aqui para nós o que te leva a este estado de “tudo e nada”. Talvez, a sua dica possa ajudar outras pessoas a comporem um novo caminho para essa sensação!

Compartilhe

Tais Caldas

Sou Tais Caldas, idealizadora e facilitadora do Programa Círculo Feminino. Desenvolver grupos de mulheres interessadas em autoconhecimento, resgate de autoestima e redescoberta do prazer na vida. Possuo Capacitação em Saúde e Educação Sexual pela ABRASEX – Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual. Além disso, crio arte em aquarela e sou uma amante da aromaterapia, sendo esses meus hobbys. Formada em Relações Internacionais pela PUC-SP e pós-graduada pela Unesp. Atualmente estou em minha segunda graduação, em Psicologia.

Deixe uma resposta